Edifícios comerciais terão que se tornar energeticamente suficiente até 2025

Está prevista uma nova norma no Plano Nacional de Eficiência Energética, que obrigará todos os prédios a possuir uma etiqueta com o grau de eficiência energética.

O Plano Nacional de Eficiência energética (PNEF), prevê que a partir de 2030 todos os prédios residenciais brasileiros deverão possuir a etiqueta de eficiência energética. As edificações públicas devem se adaptar até 2020 e os comerciais até 2025.

Esta nova regra é o motivo da procura pelas certificações em novos edifícios. Entre os selos existentes, no Brasil têm dois que são os principais, o americano LEED (Leadership Energy and Environmental Design) e o AQUA (Alta Qualidade Ambiental), que juntos certificaram 301 prédios verdes em 2013, um crescimento de 16% em relação ao ano anterior, sendo no estado de São Paulo 60% das certificações LEED e 41% da AQUA.

Algumas empresas já estão se adequando a norma do PNEF e estão realizando um retrofit verde completo (processo de revitalização, modernização e readequação da construção existente).

O Panorama Paulista Corporate, se transformou no primeiro edifício sustentável com certificação LEED Core & Shell da região da Avenida Paulista. No processo de revitalização, manteve 80% da estrutura e modernizou a fachada com vidros de alta eficiência, que reduz 13% do consumo de energia, instalou sistemas de ar condicionado que reduz o consumo de 20% de energia elétrica e projetou um sistema de água que reduz 30% do consumo de água.

Edifício Panorama Paulista Corporate – Vista Lateral

O edifício Panorama Paulista Corporate também possui outras características principais que o levaram a receber o selo. São a reutilização da água do ar condicionado na irrigação dos jardins. A iluminação natural, que devido ao projeto, obteve maior eficiência durante o dia não sendo necessário acender as luzes artificiais antes das 17hs. Medidores individuais de energia elétrica e água em cada andar para identificar os maiores gastos. O Edifício também atende os padrões ecológicos de certificação, atualmente seguindo os padrões da LEED Core & Shell.

 

Fonte: Blog Construir

No Comments Yet.

Leave a comment